top of page

Escolhas são feitas por referências, mas também por ruídos

Os investimentos estão nas nossas preferências, mas sofrem um bombardeamento ensurdecedor de ruídos



Estava assistindo a um seminário sobre psicologia econômica quando o professor que discorria sobre a metodologia usada na sua pesquisa veio com a seguinte frase:


Escolhas são feitas por preferências, mas também por ruídos.

No seminário em questão, ele se referia às escolhas do que seria pesquisado. Assim, de todas as possibilidades do que poderia ser pesquisado, como ele escolheria o que seria de fator “x”, o que era mais importante e traria relevância ao seu trabalho e o separaria daquilo que era ruído.


E o que isso tem a ver com o meu dinheiro?


Espelhando a reflexão do professor, o que na minha forma de administrar o meu dinheiro é realmente minha escolha (preferência) e o que é influenciado pelo ambiente (ruído)?



Frequentemente me deparo com a seguinte situação em sessões de mentoria – gastos no cartão de crédito que são “identificados” por códigos em “aramaico arcaico” e completamente desconhecidos do portador da dívida (sim, cartão é uma dívida).


Levante a mão quem já se deparou com a seguinte linha de gasto APPLE.COM/BILL SAO PAULO BRA”.



Preferência e Ruído

No Brasil ir ao shopping é passeio! Muitas pessoas classificam “ir ao shopping” como atividade de lazer. Não é um problema em si, mas o quanto do seu dinheiro fica naquela passadinha no shopping?


Então estamos falando de preferências – ir ao shopping – e de ruídos – apelo


massivo para o consumo inconsciente.


Outra situação comum nas mentorias é a de “não sobra dinheiro no final do mês”, “sempre aparece uma despesa a mais”, “tive que... ajudar o irmão, arrumar o carro, cobrir o telhado, consertar o dente...”


Também 99,9% das vezes (estatística própria), o cliente se assusta com o tamanho de despesas com IFood (campeão disparado) e Uber seguidos de serviços de streaming e compras diversas.


Novamente estamos falando de preferências – streaming – e ruídos – facilidade de comprar pelo IFood ao invés de montar um "sandubinha em casa".


Voltando à compra em ‘aramaico arcaico’ na conta do cartão de crédito, será que ela era mesmo necessária?


Meus investimentos podem estar nas minhas preferências, mas sofrem um bombardeamento ensurdecedor de ruídos e não resistem até o final do mês.


É possível fazer diferente, de forma leve, divertida. Ter os temas “Investir” e “Viver Bem” no elenco das minhas preferências e até dançar ao som de alguns ruídos sem perder o compasso da vida financeira.


 

Para acompanhar os nossos conteúdos, não deixe de acessar também o @crisleysilva.mentoria

Comments


bottom of page